» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
.

Os segurados que contribuem para o INSS têm diversos benefícios garantidos pela autarquia, sendo os mais comuns a aposentadoria (de todas as modalidades), auxílio-doença, auxílio-mort3*, auxílio-maternidade, entre outros. No entanto, muitos trabalhadores desconhecem que podem ter direito a esses rendimentos em situações diferentes das habituais.

Saiba mais sobre alguns desses casos no artigo que preparamos.

Subsídio de doença em caso de cirurgia plástica.

As cirurgias plásticas realizadas por motivos reparadores ou estéticos necessitam de certo período de descanso; portanto, os segurados que realizam essas cirurgias ficam temporariamente incapacitados, o que lhes garante o direito ao auxílio-doença.

Vale ressaltar que esse benefício só é autorizado aos contribuintes que apresentarem atestado médico atestando sua incapacidade, estiverem segurados e cumprirem a carência.

Importante: Quem nunca cobrou do INSS, faz cirurgia e passa a contribuir para a previdência social, não terá direito ao auxílio-doença.

Critérios para solicitação de auxílio-doença em casos de cirurgia plástica:

Impossibilidade de realizar sua atividade habitual por um período superior a 15 dias;

Estar filiado ao Regime Geral de Previdência Social, antes da cirurgia;

Tenha mais de 12 contribuições para contar o período de carência.

Pagamento de maternidade para mulheres seguradas que fizeram um aborto

O auxílio-maternidade é uma renda garantida pelo INSS à segurada que necessitar se ausentar de suas funções por motivo de: parto, adoção, aborto não criminal (espontâneo ou legal) ou custódia judicial por motivo de adoção.

Nos casos de aborto, o benefício será garantido pelo período de duas semanas e o valor pago será proporcional ao valor que seria devido no caso de 120 dias determinados em lei.

Requisitos para solicitar o pagamento de maternidade em casos de aborto

Atestado médico comprovando que o aborto não era criminoso;

Faça seguro na hora do aborto e verifique se há ou não carência.

Importante: O contribuinte individual ou opcional deve ter no mínimo 10 contribuições ou 10 meses de atividade rural, para os demais tipos de segurados não é necessário ter um tempo mínimo de coleta.

Aumento de 25% na aposentadoria por invalidez

Esse aumento ocorre quando o aposentado precisa de cuidados permanentes de outra pessoa.

O adicional é concedido, mesmo nos casos em que o valor do benefício atinja o teto do INSS (R $ 6.433,57 em 2021).

Quais são os casos em que é concedida a sobretaxa de 25%?

Conforme Anexo 1 do Decreto nº 3.048 / 99, o aposentado pode receber o adicional nas seguintes situações:

Cegueira total.

Perda de nove dedos ou mais.

Paralisia de ambos os membros superiores ou inferiores.

Perda de membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese é impossível.

Perda de uma mão e dois pés, embora a prótese seja possível.

Perda de membro superior e inferior, quando a prótese é impossível.

Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.

Doença que requer repouso contínuo na cama.

Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.

Fonte: jornal de contabilidade

    .

Deixe uma resposta