Bolsonaro viaja para Santa Catarina para passar o réveillon na praia #politica

Link do nosso grupo simhttps://chat.whatsapp.com/EYIF9MIL0C9Ksg3Ju1VBsk


A presidente Jair Bolsonaro (PL) e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, viajou para Santa Catarina nesta segunda-feira (27) para passar o réveillon na praia de São Francisco do Sul. Eles devem retornar a Brasília no dia 3 de janeiro.

O presidente ja estive na mesma cidade em dezembro de 2020 e no carnaval do ano seguinte. Bolsonaro ficará hospedado no Forte Marechal Luz, na Praia do Forte.

Procurada, a Presidência da República não confirmou a informação sobre a viagem do Réveillon. Os dados foram repassados ​​para o laudo pelos auxiliares do agente.

Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada e foi para a Base Aérea de Brasília às 11h. Depois de pousar em Navegantes (SC), o presidente seguiu de helicóptero até São Francisco do Sul, onde chegou por volta das 14h e foi recebido por apoiadores na entrada do Forte.

No final da tarde, Bolsonaro foi à Praia do Forte com a filha Laura, de 11 anos, que brincava de mar. A presidência montou um cerco na areia e impediu a entrada da imprensa no local. Bolsonaro voltou a falar com os simpatizantes e tirou fotos com eles.

o agente esteve no litoral paulista na véspera do natal. A viagem incluiu dança funk por lancha, passeio de moto e náutica, lanche com pastel, jantar em pizzaria, presença em culto evangélico e pesca em ilha conhecida pelos perigosos répteis.

Antes de partir para Santa Catarina, o presidente gravou uma mensagem de fim de ano. A Presidência ainda não disse em que data o vídeo será transmitido. Bolsonaro evitou tópicos polêmicos numa declaração de Natal divulgada na rádio e na televisão no dia 24.

Visitas anteriores do presidente a São Francisco do Sul foram marcados por aglomerações e desconsiderar as precauções recomendadas para conter Covid-19.

De acordo com informações divulgadas pela Presidência a partir de um pedido de Lei de Acesso à Informação, a viagem de Bolsonaro ao litoral catarinense no final de 2020 custou R $ 711,9 mil. Em fevereiro de 2021, R $ 702 mil.

Esses valores consideram apenas despesas com cartão corporativo, além das diárias e viagens terrestres da equipe de segurança do Bolsonaro. A Presidência da República não divulga despesas com voos da FAB (Força Aérea Brasileira).

O vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), segue nesta segunda-feira (27) para Aratu, no litoral baiano. Gabinete do general diz que não há visita agendada regiões afetadas pelas chuvas no estado. Ele também deve retornar a Brasília no dia 3 de janeiro.

colaborou Manoela Bonaldo, em São Francisco do Sul

    .

Deixe uma resposta