Caso Clautenis: Justiça ouve testemunhas que estavam com a vítima


» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
Justiça ouviu testemunhas na audiência (Foto: Arquivo Pessoal / Facebook)

Na manhã desta quinta-feira, 30, houve audiência na 4ª Vara Criminal, em Aracaju, para ouvir as testemunhas do caso do designer Clautenis José dos Santos, falecido durante uma operação policial em abril de 2019, na zona norte da capital.

Várias testemunhas e réus do caso foram citados, mas o juiz responsável pelo caso ouviu apenas três pessoas. Uma nova audiência foi marcada para 14 de março de 2022.

“Ouviram o motorista do uber, o Léo (vizinho) que estava com o meu irmão no carro e o padre que o atendeu no momento do tiro. O réu e os policiais envolvidos na ação também foram intimados, mas não foram ouvidos ”, afirma Cleverton dos Santos, irmão da vítim*.

A família diz que continua confiante, espera que a justiça seja feita e que os responsáveis ​​pela mort3* de Clautenis paguem pelo crim3. “Esperamos que todos os lados sejam ouvidos e que a sentença seja justa. Esperamos que a justiça seja feita e a lei aplicada corretamente para aqueles que tiraram a vida do meu irmão ”, conclui.

lembrar

O designer de interiores Clautenis José dos Santos, 37, foi morto na noite de 8 de abril de 2019, vítim* de tiros de arma de fogo disparados pela Polícia Civil durante uma abordagem policial, no bairro do Bugio. Clautenis estava em um app car com um vizinho no caminho de volta para o município de Barra dos Coqueiros, onde morava.

A investigação indiciou o policial civil José Humberto dos Santos, apontado como autor do tiroteio, pelo crim3 de homicídio culposo. Os outros dois policiais que participaram da ação não foram indiciados.

Por Karla Pinheiro

Deixe uma resposta