Cesta básica: quilo do feijão pode ultrapassar os R$ 7 em Aracaju


» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
Este é o quarto levantamento comparativo de preços da cesta básica realizado neste ano. (Foto: Ascom / PMA)

A partir desta sexta-feira, 1º, os consumidores de Aracaju podem acessar a nova pesquisa comparativa de preços dos itens da cesta básica. O atendimento do Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju), vinculado à Secretaria de Defesa Social e Cidadania (Semdec), é um amplo referencial para consulta aos valores aplicados aos 50 produtos que compõem o tabela.

Entre os itens observados está o feijão carioca, encontrado com maior preço de R $ 7,29 e menor preço de R $ 5,75. O cuscuz flocão foi encontrado com valores entre R $ 1,29 e R $ 2,25. O achocolatado apresentou variação de R $ 4,90, sendo o menor preço de R $ 1,59.

Com esse trabalho sistemático, a agência incentiva o consumo consciente e o desenvolvimento do hábito de pesquisa. “Este é o quarto levantamento comparativo de preços da cesta básica neste ano. Diversos outros segmentos são contemplados periodicamente com o objetivo de atender aos consumidores e monitorar o mercado ”, enfatizou o coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes.

Na tabela, os produtos estão divididos em setores como alimentação, laticínios e frios, horta e pomar, higiene pessoal e limpeza doméstica. A diferenciação de preços foi verificada a partir da pesquisa realizada nos dias 29 e 30 de setembro, em dez estabelecimentos localizados na capital sergipana.

No segmento de produtos de limpeza, foi possível observar uma variação de R $ 6,80 para os preços do amaciante (2l), enquanto a água sanitária foi encontrada com um valor inferior de R $ 1,00 e um valor superior de R $ 2,29.

“Mesmo considerando que o Procon não tem autorização legal para regulamentar o preço mínimo ou máximo dos produtos, o levantamento pode ser usado para auxiliar o setor de fiscalização na apuração de possíveis e possíveis abusos”, apontou Igor Lopes.

Na tabela, os consumidores podem identificar os locais pesquisados ​​e seus respectivos endereços, bem como a especificação da marca observada. Os valores referem-se ao dia em que foi realizada a pesquisa, podendo variar desde promoções ou condições diferentes.

Confira a pesquisa completa aqui.

Serviço
Para esclarecer dúvidas ou registrar reclamações, o Procon Aracaju pode ser acionado pelo SAC 151 ou pelo telefone 3179-6040, nos dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. O contato também pode ser feito pelo e-mail [email protected]

Para atendimento presencial, o agendamento prévio deve ser feito por meio do site nomeação.procon.aracaju.se.gov.br ou por meio de canais telefônicos.

Deixe uma resposta