» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.

Bruno Fernandes, que já se confessou o mandante do crim3, nunca revelou o paradeiro do corpo de Eliza Samudio

O caso do assassin4t0 de Eliza Samudio, ocorrido em 2010, chocou o Brasil, por sua crueldade e detalhes.

As investigações duraram anos até que o ex-goleiro do Flamengo, Bruno, confessou ser o mandante do crim3 para ter direito à redução da penalidade.

Bruno teve um relacionamento com Eliza Samudio, que acabou engravidando.

O ex-goleiro não quis assumir a paternidade da criança e armar uma emboscada para acabar com a vida de Eliza.

Depois de ser julgado, Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses pelo assassin4t0, ocultação do cadáv3r de Eliza e pelo sequestro e prisão de seu filho Bruninho.

Durante as investigações e antes da confissão do autor do crim3, várias hipóteses foram levantadas pela polícia responsável pelo caso. Em uma reviravolta, a defesa do goleiro chegou a apurar a veracidade de uma carta, que, segundo o advogado de Bruno Fernandes, revelaria que Eliza Samudio não havia sido assassinada, mas mudado de nome, fugido para a Bolívia e, depois, para a Espanha.

Segundo os advogados de Bruno, a suposta carta foi escrita por um prisioneiro. O homem revela que a modelo queria sair do país e por isso a levou para Governador Valadares. Lá, Eliza Samudio teria obtido documentos falsos em nome de Olívia Lima Guimarães.

Deixe uma resposta