Defesa diz que Diego Costa se apresentará espontaneamente à PF


» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
Diego Costa é sergipano, natural de Lagarto e atualmente joga no Atlético-MG (Foto: Pedro Souza)

O sergipano Diego Costa, um dos alvos dos mandados de busca e apreensão da segunda fase da Operação Distração, lançada na última quinta-feira, 30 de setembro, pela Polícia Federal, deve apresentar denúncia nos próximos dias. Diego é suspeito de participar de esquemas de jogos de azar como financista.

Segundo a defesa do jogador, foram feitas buscas na casa de Diego, no município de Lagarto, mas nada foi apreendido. Ainda de acordo com a defesa, o atleta nega envolvimento em qualquer tipo de esquema criminoso.

A defesa confirma que Diego se apresentará espontaneamente à Polícia Federal para prestar todos os esclarecimentos necessários. Ainda não há data para Diego prestar seu depoimento, o que pode ser feito pessoalmente ou à distância.

Diego Costa é sergipano, natural de Lagarto e atualmente joga pelo Atlético-MG

Operação

A segunda fase da Operação Distração foi lançada na última quinta-feira, 30, com o objetivo de obter provas para investigação que investigue a suposta prática de jogo, lavagem de dinheiro, evasão de moeda e organização criminosa envolvendo um site de jogos, seus proprietários, operadores financeiros e financista.

Nesta fase, a investigação concentrou-se no processo de evasão de divisas, com enfoque nos cambistas e no financiador do site de apostas. Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão: dois em Itabaiana / SE, um em Lagarto / SE, dois em Simão Dias / SE, um em Salvador / BA e um em São Paulo / SP.

Na primeira fase da operação, deflagrado em 3 de março, documentos e equipamentos eletrônicos foram apreendidos o que permitiu o aprofundamento da investigação e o valor de R $ 13.129.217,00 à vista.

Com o aprofundamento das investigações, a PF constatou a participação de cambistas que auxiliam a organização criminosa no processo de evasão de moeda, bem como a participação de um jogador de futebol que, supostamente, é o financiador do esquema criminoso.

Por Karla Pinheiro

Deixe uma resposta