» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
Um dos principais destinos turísticos do Oriente Médio, Dubai foi fortemente afetado pela pandemia de coronavírus covid-19. Em março de 2020, com a rápida disseminação do novo coronavírus pelo planeta, a cosmopolita cidade árabe de repente teve que se fechar para os visitantes.

A maior cidade dos Emirados Árabes Unidos ficou alguns meses sem adquirir turistas. O impacto no mercado turístico foi enorme. Antes da pandemia de coronavírus, no primeiro trimestre de 2020, Dubai apresentava números melhores do que no ano anterior. No final do ano, no entanto, o destino havia caído 67%.

O número de visitantes internacionais caiu de 16,73 milhões em 2019 para 5,51 milhões em 2020. Como o turismo é um relevante motor de sua economia, Dubai não quis atrasar a reabertura de suas portas.

Em maio de 2020, dois meses logo após o fechamento das fronteiras, reabriu aos visitantes de dentro do país. Em julho do mesmo ano, passou a adquirir viajantes internacionais.

“Enquanto muitos destinos permaneceram fechados em 2020, Dubai deu um passo adiante com a reabertura de seus setores de turismo e hospitalidade no conforme semestre do ano, tornando-se um ímã para turistas e viajantes a negócios em busca de uma fuga segura das pressões provocadas pela pandemia de coronavírus em seus países de origem. Apesar dos desafios apresentados pela pandemia de coronavírus, o desempenho do turismo em Dubai mais uma vez superou a média mundial, seguindo uma tendência que vem ocorrendo desde 2012 ”, disse. Agência Brasil o administrador da agência de promoção turística de Dubai, Issam Kazim.

Conforme ele, da reabertura até julho deste ano, 4,1 milhões de pessoas visitaram o emirado. Nos primeiros sete meses deste ano, foram quase 3 milhões de turistas. Kazim explicou que a retomada foi motivada pela resposta dos Emirados Árabes Unidos à pandemia de coronavírus, com grande adesão às medidas de isolamento social e vacinação de mais de 80% da população. Para ele, isso faz com que o turista se sinta seguro para visitar o país.

* O repórter Vitor Abdala e o fotógrafo Marcelo Camargo viajaram a convite da Apex-Brasil

Deixe uma resposta