Em alusão ao Dezembro Verde, Depama faz ação educativa na avenida Beira Mar – Polícia Civil

Link do nosso grupo simhttps://chat.whatsapp.com/EYIF9MIL0C9Ksg3Ju1VBsk


29 de dezembro de 2021, 12h45

O trabalho visa conscientizar sobre o não abandono de animais

A Delegacia de Proteção Animal e Meio Ambiente (Depama) aderiu à campanha Dezembro Verde, a partir do Projeto de Lei 5.481 / 20, que institui ações de conscientização contra o abandono de animais. Na manhã desta quarta-feira (29), a unidade especializada da Polícia Civil distribuiu adesivos e trouxe informações sobre o assunto durante ação educativa realizada na Avenida Beira Mar.

A delegada Georlize Teles explicou que a ação teve como objetivo conscientizar sobre a responsabilidade pelo abandono de animais, principalmente cães e gatos, em parques, avenidas, ruas e outros locais de cidades brasileiras, prática que vem sendo enfrentada pela Secretaria de Segurança Administração Pública (SSP), por meio da Polícia Civil e Militar.

“Decidimos fazer uma campanha de conscientização cidadã. Hoje, o crim3 de maus-tratos a animais acarreta pena de prisão de dois a cinco anos. É preciso que o cidadão entenda e saímos para a rua porque a conscientização é a melhor forma de evitar crimes ”, destacou.

Georlize Teles destacou que, em menos de seis meses da criação do Depama, já foram registradas 600 denúncias de crimes contra animais. “As denúncias aumentam à medida que entendemos que a população se conscientizou de que cometer crimes contra animais é passível de prestação de contas”, acrescentou.

Depama lembra que os crimes de maus-tratos a animais, principalmente contra cães e gatos, tiveram a legislação modificada por meio da lei 14.064 / 2020, que instituiu a pena de dois a cinco anos de reclusão para os autores desses crimes.

As denúncias de crimes contra animais podem ser encaminhadas, com sigilo garantido, por meio do telefone 181. A Depama também possui um canal dedicado ao recebimento de informações sobre práticas criminosas que tenham animais como vítimas. As reclamações também podem ser feitas pelo WhatsApp (79) 98819-4576.

Deixe uma resposta