» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.

https://audio.audima.co/audima-widget.js

Hoje (14), o Banco do Nordeste promoveu a sétima edição do Prêmio Banco do Nordeste da Micro e Pequena Empresa, em reconhecimento à atuação dos empreendedores que se destacaram ao longo de 2020 em Sergipe. A premiação foi entregue no auditório da Superintendência Estadual do BNB, em Aracaju.

O objetivo do prêmio é contribuir para a ampliação da cobertura do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e estimular as empresas a buscarem o crescimento e o desenvolvimento econômico-financeiro, em termos de qualidade de gestão e iniciativas de inovação.

Desde sua criação, em 2015, as empresas em cada estado do Nordeste, além do Norte de Minas Gerais e Espírito Santo, são premiadas nas seguintes categorias: indústria, comércio e serviços. E a partir da edição anterior, o BNB abriu uma quarta categoria: “Inovação, Produtividade e Competitividade”. Em seis anos de existência, o Prêmio Banco do Nordeste do MPE já reconheceu o trabalho de 200 empresas.

“É sempre bom contar histórias de sucesso no empreendedorismo, principalmente em tempos de desafios maiores. Nesta edição, temos grandes exemplos de pessoas e famílias que se unem para atender às demandas da sociedade, gerar empregos e movimentar a economia. Todos os cases premiados servem de inspiração para quem quer entrar no setor produtivo ”, afirmou o superintendente estadual do Banco do Nordeste, César Santana.

vencedores

Na categoria “Indústria”, a vencedora foi a empresa Imperial, localizada no município de Nossa Senhora das Dores. Hoje com 13 funcionários, a fábrica foi criada há 16 anos em um pequeno galpão. Agora, tem amplo espaço para a indústria e uma loja inaugurada há 9 anos, para vender peças de mármore e granito para moradores e empresas de Sergipe, Bahia e Alagoas.

“Tudo começou a se encaixar quando buscamos crédito para comprar a primeira máquina de corte de mármore. Então, fomos capazes de nos mudar para um lugar maior, produzir mais e melhor. Até trocamos de caminhão para fazer as entregas ”, revela o empresário Silvânio Rodrigues.

Na categoria “Inovação, Produtividade e Competitividade”, a vencedora foi a Explainê, com sede em Aracaju. Criada em 2015 para auxiliar alunos na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e demais vestibulares do país, a empresa possui mais de 2 milhões de alunos em todos os estados do Brasil e até no exterior. São aproximadamente 200 mil usuários ativos, que acessam conteúdo 100% autoral pela internet. Na pandemia, a startup consolidou a parceria com uma empresa canadense e agora oferece venda direta de conteúdo para educação híbrida em escolas.

“Estamos em uma fase em que o ponto de inflexão é o investimento. Já investimos em tecnologia, estúdio e sistemas para implementar a plataforma e tudo mais. Reforçamos nossa estrutura e treinamento de nossa equipe. Agora, temos um produto mais sólido e queremos promovê-lo com mais força e abrangência. É o primeiro prêmio empresarial que recebemos e mostra que estamos no caminho certo ”, relatou o empresário Thyago Brito.

O gerente executivo do BNB, José Maurício de Sousa Filho, o vencedor da categoria Comércio, a empresária Bruna Lima, do supermercado Nossa Senhora Aparecida, e a gerente de negócios do BNB, Tatianne Melo

Na categoria “Comércio”, o vencedor foi o Supermercado Nossa Senhora Aparecida, localizado no município baiano de Paripiranga, jurisdição da agência do BNB em Simão Dias. Quando foi criado, há 17 anos, o casal Bruna e Fernando cuidava do empreendimento em um espaço alugado. Hoje são 13 funcionários em endereço próprio, com mantimentos, hortifrutigranjeiros, padarias, lanchonetes e eletrodomésticos. Esta semana, foi iniciada uma reforma para atualizar a fachada e a estrutura interna, que terá um novo setor: o serviço de açougue.

“Na segunda-feira passada, começamos a reforma do prédio e fomos os primeiros a instalar painéis solares. O crédito ajuda muito, porque podemos comprar um bem e pagar à vista. Sempre temos capital para o momento de necessidade. A cada ano, a parceria é ainda maior ”, declarou a empresária Bruna Bianca Gama.

O gerente de negócios do BNB, Marcos Alexandre Gomes; o vencedor da categoria Serviços, o empresário Adailton Feitoza (Climlab); e o gerente da agência do BNB em Laranjeiras, Rui Reis

Na categoria “Serviços”, o vencedor é o laboratório da Climlab, de Aracaju. Coincidentemente, a empresa também foi criada pelo casal, o médico Waleska e o médico biomédico Adailton, há 1 ano e 4 meses. Hoje, com cinco funcionários, o laboratório enfrentava o desafio de inaugurar na pandemia, por isso demorou mais de 100 dias para iniciar o atendimento normal, com base em uma novidade: a coleta de exames para Covid-19 em casa. Hoje, a empresa atende em média 50 pessoas por dia, entre exames e consultas, com destaque para o convênio com dois planos privados e o Sistema Único de Saúde (SUS).

Para Adailton, “é uma honra receber este prêmio, por isso o agradecemos e podemos dizer que o Banco acreditou no nosso sonho. Foi o braço que contribuiu com o capital inicial, então compramos máquinas e equipamentos para montar o laboratório. Não existe parceiro igual ”.

Equilíbrio

Em 2020, o BNB investiu mais de R $ 4,6 bilhões com micro e pequenas empresas em toda a área de atuação. Em Sergipe, foram investidos R $ 248,7 milhões no ano passado. Até setembro deste ano, o saldo é de mais de R $ 146 milhões investidos com o segmento no estado.
console.log (‘Aud01’);

A pós Fábrica de Mármores, supermercado, laboratório e startup de educação ganham Prêmio BNB em Sergipe apareceu pela primeira vez em Só Sergipe.

Deixe uma resposta