Grupo de notícias clique aqui

Os houthis do Iêmen dispararam dois mísseis na segunda-feira (12) contra um navio cargueiro com destino ao Irã no Mar Vermelho, causando pequenos danos ao navio, segundo autoridades militares dos EUA. Não há feridos.

O ataque matinal parece ser o primeiro dos Houthis contra um navio com destino ao Irão desde que o grupo iniciou ataques a navios internacionais em solidariedade com os palestinos durante a guerra entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza.

“Militantes Houthi apoiados pelo Irã dispararam dois mísseis de áreas controladas por Houthi no Iêmen em direção a Bab al-Mandeb”, disse o Comando Central dos EUA no site de mídia social X (antigo Twitter). “Ambos os mísseis foram lançados no MV Star Iris, um navio de carga de propriedade grega e com bandeira das Ilhas Marshall, que transita pelo Mar Vermelho transportando milho do Brasil.”

Conteúdo XP

Peça o melhor cartão de crédito do Brasil e tenha acesso a salas VIP e Investback na hora de fazer compras

O Star Iris é um grande graneleiro panamax, administrado pela Star Bulk Carriers, com sede em Atenas e listado na Nasdaq (sob o código SBLK). Quando contactado, um porta-voz da empresa encaminhou questões à coligação liderada pelos EUA encarregada de conter estes ataques.

“O navio está em condições de navegar, com pequenos danos e sem ferimentos na tripulação”, disseram funcionários do CentCom no X. “É importante notar que o destino do MV Star Iris é Bandar Iman Khomeini, Irã.”

Os Houthis estão alinhados com o Irão. O porta-voz militar do grupo, Yahya Saree, disse em comunicado na televisão que o navio era americano. Mas os rastreadores de navios marítimos apontam que o navio tinha bandeira das Ilhas Marshall e era grego. Além disso, o Star Iris transportava uma carga de milho do Brasil para o Irã, de acordo com o CentCom e a análise de rastreamento de navios do grupo de dados e análise Kpler.

Continua após a publicidade

“O Star Iris, como todos os graneleiros com destino ao Irão, não se desviou do Mar Vermelho, talvez sem medo de ataques dos Houthis apoiados pelo Irão, que poderiam ser considerados ‘amigáveis’ dado o destino do navio”, disse Ishan Bhanu. analista líder de commodities agrícolas da Kpler. “Com uma projeção de 4,5 milhões de toneladas para este ano, os fluxos do Brasil representam a maior parte das importações de milho do Irã.”

A empresa britânica de segurança marítima Ambrey disse que o Star Iris sofreu danos a estibordo depois de ser alvo de um projétil, quando a embarcação estava 43 km a nordeste de Khor Angar (Djibuti), e 40 milhas náuticas a sudoeste. da cidade portuária de Mokha (Iêmen), no Mar Vermelho. Ele também disse que o navio graneleiro se dirigia para Bandar Imam Khomeini, um dos maiores portos do Irã e um importante terminal de grãos.

Ataques houthis

Um responsável de segurança regional disse que o ataque parecia ter como objetivo “mostrar que o Irão não controla os Houthis e que eles agem de forma independente”. Ele também disse que os Houthis informaram o Irã sobre o ataque com antecedência.

Os Houthis, que controlam as regiões mais populosas do Iémen, dispararam repetidamente contra navios comerciais internacionais desde meados de Novembro. Os seus alvos têm sido navios com ligações comerciais aos EUA, Grã-Bretanha e Israel.

Os ataques fizeram com que várias empresas suspendessem as viagens através do Mar Vermelho e optassem por uma rota mais longa (e mais cara) em torno de África. Em resposta, aviões de guerra dos EUA e da Grã-Bretanha realizaram ataques retaliatórios em todo o Iémen.

As autoridades iranianas não responderam a um pedido de comentários da agência de notícias Reuters. O comércio de produtos alimentares do Irão está isento das sanções dos EUA.

Originalmente publicado em https://www.infomoney.com.br/mundo/houthis-do-iemen-atacam-navio-carregando-milho-do-brasil-com-destino-ao-ira/