Júri condena um acusado e absolve outro pelo assassinato do advogado Jarbas Feitoza Filho em Aquidabã


» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.

O crim3 ocorreu em 11 de março de 2019, na propriedade rural da vítim*, que supostamente se dirigiu ao local para fazer uma suposta troca de animais e acabou assassinada. Segundo a polícia, o crim3 foi motivado por usura. Na ocasião, os suspeitos fugiram levando dinheiro e celular do advogado. Os dois foram presos poucos dias após o crim3.

O absolvido era amigo da vítim*. Ele foi acusado de articular o crim3 armando uma emboscada. Por quatro votos a três, os jurados entenderam que ele não participou do crim3 e teve sua liberdade decretada.

Deixe uma resposta