Mônica Bergamo: Chomsky e Corbyn alertam sobre o uso do PF por Bolsonaro para perseguir oponentes #politica

Link do nosso grupo simhttps://chat.whatsapp.com/EYIF9MIL0C9Ksg3Ju1VBsk


Uma carta assinada por jeremy Corbyn, ex-líder do Partido Trabalhista britânico Ken Livingstone, ex-prefeito de Londres, e pelos americanos Noam Chomsky, linguista e filósofo, Oliver Stone, cineasta Alfred de Zayas, ex-especialista independente da ONU em democracia, Ilhan Omar, Congressista democrata, e Mark Weisbrot, do Washington Center for Economic Policy Studies, adverte sobre o possível uso da Polícia Federal para perseguir adversários do governo Jair Bolsonaro (PL).

CANETA

O texto foi organizado por Deputado Federal David Miranda (PSOL-RJ). Segundo ele, a ideia era pedir a políticos e intelectuais estrangeiros, “amigos do Brasil e defensores da liberdade política”, que redobrassem a vigilância sobre o Bolsonaro, para que o presidente não use sua posição para refrear a oposição, como afirma. Aconteceu. em 2018 com a prisão de Lula.

ASSÉDIO MORAL

Na carta, Miranda se reporta a recente operação da PF contra o candidato presidencial Ciro Gomes (PDT-CE), no último dia 15, por supostas irregularidades em obras públicas entre 2010 e 2013, quando deixou de ser deputado.

“Os amigos do Brasil em todo o mundo precisam falar abertamente sobre o uso descarado da PF para intimidação política no país”, escreve ele.

Cyrus ele disse à coluna que tinha absoluta certeza de que a operação da PF era “ordem do Bolsonaro, tal é vi0lência* e arbitrariedade ”.

INTIMIDAÇÃO 2

“A Polícia Federal, controlada pelo Bolsonaro e com facções leais ao Sergio Moro, o juiz corrupto que prendeu Lula e vai concorrer à presidência, vai servir para intimidar os adversários do presidente ”, continua.

Lula foi condenado por Moro em duas ações criminais, por corrupção e lavagem de dinheiro, e ficou preso por 580 dias. Em junho deste ano, o Supremo Tribunal Federal anulou a sentença por considerar que o então juiz Sergio Moro foi parcial na condução do processo contra o ex-presidente.

LUPA

Miranda afirma que a ideia é mostrar “que a comunidade internacional busca respeitar as regras democráticas em 2022 e não repetir o que fez à oposição em 2018”.

RITA HURRICANE

A artista Rita Wainer vai ganhar em 2022 um documentário sobre seu emprego e processo criativo pelas mãos do cineasta José Eduardo Belmonte (“Alemães”, “Carcereiros”, “Se Nada Mais Der Certo”), etc.) A paulistana radicada no Rio também aparecerá em outro filme, mas estreando como atriz. Ela interpreta Domitila, a Marquesa de Santos, em “A Jornada de Pedro “, longa-metragem de Lais Bodanzky sobre Dom Pedro 1º que estrela Cauã Reymond.

com LIGIA MESQUITA, VICTORIA AZEVEDO, BIANKA VIEIRA e MANOELLA SMITH

PRESENT LINK: Você gostou deste texto? O assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

.

Deixe uma resposta