» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.

https://audio.audima.co/audima-widget.js

Desde as 3h da manhã, cerca de 900 trabalhadores da Viação Progresso e de outras duas empresas paralisaram as atividades para exigir o pagamento de salários e benefícios como vale-refeição, que estão em atraso. A categoria está concentrada na Avenida Marechal Rondon, em frente à empresa. Agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) estão no local para orientar o trânsito.

Com a paralisação, 146 ônibus deixaram de circular, afetando 43 linhas, sendo a mais atingida na Zona de Expansão. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) informou que a Progresso opera um grupo de três empresas, todas com dificuldades para pagar os salários dos trabalhadores.

Para a Setransp, “infelizmente esta situação tem sido frequente. Em setembro, o mesmo aconteceu com outra operadora, porém essa realidade de colapso é comum em todo o setor de transporte público de Aracaju e Região Metropolitana. Embora o transporte seja um serviço essencial e um direito social, que já enfrentou dificuldades ao longo dos anos, está sofrendo diretamente os efeitos econômicos negativos da pandemia, acumulo dívidas com fornecedores, com impedimentos de pagamento de folha de pagamento e sem qualquer apoio financeiro de governos , nem qualquer subsídio ou isenção de impostos ”.

Ainda segundo o sindicato dos empresários, “no auge da pandemia, a queda no número de passageiros chegou a 70% e hoje, mesmo com toda a sua frota disponível, o transporte continua com uma queda de 47% na procura de passageiros habituais” .

“Neste momento, empresas com trabalhadores paralisados ​​buscam soluções internas para atender seus colaboradores. As outras quatro transportadoras continuam em operação tentando atender passageiros nas regiões atingidas pela greve. Mas ainda não há previsão de retomada da circulação regular ”

Esta situação tem gerado grande preocupação para a Setransp, que tem acompanhado as prestadoras de serviço dando sinais de colapso e encerrando as suas atividades, como já aconteceu em mais de 160 transportadoras em todo o país, e tem procurado ajuda dos governos para este momento, principalmente com a isenção de impostos e taxas, com o subsídio de gratificações, que representam um número superior a 15 milhões de passagens gratuitas só nos últimos cinco anos.
console.log (‘Aud01’);

Os Post Drivers paralisam as atividades; Os usuários da Zona de Expansão são os mais prejudicados que apareceu pela primeira vez em Só Sergipe.

Deixe uma resposta