» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
Além da redução no valor do benefício, estima-se que 37% dos beneficiários do atual Bolsa Família, cerca de 5,4 milhões de pessoas, não terão acesso ao aumento prometido pelo governo no sucessor do programa (Auxílio Brasil )

O Bolsa Família atende atualmente cerca de 14 milhões de famílias, com valor médio de R $ 189. Os números foram obtidos a partir de levantamento realizado pelo Estadão / Radiodifusão, com base em parecer do Ministério da Cidadania em 2 de agosto de 2021.

Para minimizar o impacto da redução, o governo pode criar um “benefício compensatório de transição” entre os valores de R $ 10 a R $ 173. as famílias podem permanecer anos com o valor congelado.

O que vai causar a redução da Ajuda ao Brasil?

Os problemas que afetarão o benefício Auxílio Brasil são: a falta de critério de reajuste de elegibilidade e o valor que será repassado às famílias. Até o momento, os reajustes acontecem apenas quando o Orçamento permitir, sendo o último em 2018.

A redução no valor ocorrerá por dois fatores: a extinção do benefício básico repassado às famílias na faixa de extrema pobreza, de R $ 89, e o corte no número máximo de benefícios recebidos por menores ou gestantes ( de sete a cinco).

Possíveis aumentos no benefício

No caso de unidades pobres com filhos menores, as simulações do governo indicaram um possível aumento do benefício. Isso porque o Auxílio Brasil vai beneficiar famílias com filhos de zero a três anos com R $ 90, ao invés de R $ 41.

Caso o Orçamento receba recursos adicionais, existe a possibilidade de que o valor médio do benefício aumente para R $ 194,45. No entanto, o governo pretende aumentar o valor para R $ 300. O reajuste ainda não foi confirmado, embora tenha sido sinalizado inúmeras vezes pelo presidente Jair Bolsonaro.

Fonte: tudobahia

    .

Deixe uma resposta