» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
Desde a chegada do Pix pelo Banco Central, a função tem sido uma das ferramentas mais utilizadas para a consolidação de transações financeiras. Disponível 24 horas por dia, veloz, cômodo e o melhor de tudo, sem custo, Pix acabou se tornando a queridinha da grande maioria dos usuários de instituições financeiras.

Todavia, a popularidade dessa função não sozinho chamou a atenção de quem a utiliza pensando na sua praticidade, porém ainda de criminosos, que acabaram substituindo a antiga saída de banco por sequestros relâmpago com o único propósito de fazer as vítimas transferirem dinheiro através do Pix.

Com base nisso, ja nesta segunda-feira (4), passa a vigorar o limite de R $ 1 mil para a consolidação de transações digitais entre pessoas físicas, por meio do Pix, no período noturno, entre 20h e 6h.

de acordo com o Banco Central, desenvolvedor da ferramenta, a nova regra visa garantir maior segurança e reduzir a vulnerabilidade dos sistemas contra a ação de pessoas mal-intencionadas.

A nova regra, que já havia sido anunciada em agosto, ainda é válida para cartões de débito nos casos em que a transação é feita atendendo a ferramentas como o Whatsapp Pay.

Embora a medida entre em vigor ja nesta segunda-feira (4), o limite novamente pode ser alterado pelo cliente que desejar, entretanto, nunca por iniciativa da instituição financeira. Além de que, a modificação terá um prazo mínimo de 24 horas para ser concretizada. Se nenhuma alteração for solicitada, o limite mencionado é estabelecido por defeito.

fonte: 1news

    .

Deixe uma resposta