Polícia alerta para importância de denunciar crimes contra os animais


» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
Sergipe possui uma unidade especializada para atendimento e investigação dos casos que os envolvem. (Foto: Freepik)

O Dia Mundial dos Animais é comemorado nesta segunda-feira, 04. A data, instituída em 1931, visa reforçar a importância da preservação da vida dos animais. Com o avanço da sociedade no Brasil, em 29 de setembro de 2020, foi promulgada a Lei nº 14.064, que aumenta a pena para os autores de crimes contra animais, quando se trata de cães e gatos. A pena agora é de dois a cinco anos e multa. Por isso, a Polícia Civil alerta para a importância de garantir os direitos dos animais e preservar suas vidas.

Segundo dados da Coordenação de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), em 2020, foram registrados 276 casos de vi0lência* contra animais. Em 2021, esse número subiu para 362 casos. Em Aracaju, funciona a Delegacia de Proteção Animal e Meio Ambiente (Depama), inaugurada no dia 1º de junho deste ano. Somente em 2021, 142 ocorrências foram encaminhadas à unidade especializada de combate a crimes contra animais da Polícia Civil de Sergipe.

A delegada Georlize Teles destacou que, desde a criação da unidade policial, houve um aumento no número de denúncias, o que demonstra que as pessoas têm conhecimento dos crimes contra os animais. “Percebemos que havia uma demanda reprimida muito grande e criamos vários WhatsApp. Lá, já recebemos mais de 400 denúncias, sem contar as informações que chegam até 181, onde chegaram mais de 300 denúncias. As pessoas também vão à delegacia para se apresentar pessoalmente ”, revelou.

O titular da Depama lembrou o aumento da pena nos casos em que as vítimas de crimes contra animais são cães e gatos. “Assim, a avaliação que fazemos é que houve muitas situações de abuso contra animais e que o cidadão não percebeu que essas ações eram criminosas. É um crim3 maltratar um animal e com agravamento. No caso de cães e gatos, a pena é de dois a cinco anos de reclusão, podendo aumentar em caso de mort3* desses animais ”, reiterou.

Georlize Teles também destacou que é dever do ser humano proteger os animais. “É preciso entender que se impõe respeito. Os animais são seres vivos que devemos respeitar e cuidar. Nós, seres humanos, que temos raciocínio e expressamos nossa dor, somos os que temos o dever de cuidar. Hoje, é preciso entender que devemos respeitar e cuidar dos nossos animais, sob pena de Depama investigar toda e qualquer responsabilidade criminal ”, acrescentou.

As denúncias enviadas pelo WhatsApp (79) 988194576 e pelo Disque-Denúncia (181) contribuíram fortemente para a identificação dos autores desses crimes. “Com apenas quatro meses de criação, já temos diversos procedimentos encaminhados ao Judiciário e que se tornaram processos judiciais, portanto com a responsabilização final dos autores desses crimes. Temos também muitos outros casos de reajustes, nos quais a delegacia, percebendo que não houve crim3 de maus-tratos, mas sim que há conduta negligente, Depama redigiu um termo de reajuste de conduta ”, concluiu Georlize Teles.

Fonte: SSP / SE

Deixe uma resposta