Grupo de notícias clique aqui


Menina de 3 anos morreu após o acidente. Segundo informações preliminares, ela era filha do diarista que trabalhava na propriedade. Criança foi resgatada por helicóptero Reprodução redes sociais A Polícia Civil marcou exame complementar para a manhã desta terça-feira (13) no prédio da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, onde foi encontrada uma criança de 3 anos que caiu do terceiro andar, de sexta a sexta (9). A menina, identificada como Maria Clara, morreu após o acidente. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) usarão um scanner 3D no apartamento. A menina foi resgatada de helicóptero e levada ao Hospital Miguel Couto, em Lagoa, Zona Sul, mas não sobreviveu. Segundo informações iniciais, a criança é filha de uma diarista que trabalhava em um dos apartamentos do prédio. No momento da queda, a mãe teria ido até a portaria do prédio buscar os alimentos que encomendou para serem entregues no local. Os dois estavam sozinhos no apartamento, segundo relatos. A diarista teria deixado parte da janela da varanda aberta para aumentar a entrada de ar no apartamento. Nesse momento a criança foi até a varanda e caiu.
Originalmente publicado em https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2024/02/13/policia-faz-pericia-complementar-com-scanner-3d-em-apartamento-de-onde-crianca-caiu-na-barra.ghtml