O projeto nasceu da constatação da dificuldade de leitura dos alunos durante o curso.



» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.

https://audio.audima.co/audima-widget.js

Com o objetivo de contribuir com a formação dos alunos, otimizando o hábito da leitura, a professora Edna Nascimento, do Departamento de Dança (campus Laranjeiras), criou o Projeto Ações.

A iniciativa teve início em dezembro de 2020 e sua segunda fase será lançada ainda este ano. Acontece remotamente, por meio da plataforma Meet. Todos os professores do departamento estão envolvidos, contribuindo com orientações e ideias. Atende qualquer aluno de dentro ou de fora da UFS, e as vagas prioritárias são para o público universitário (10 vão para o público externo).

Segundo Edna, o que a motivou a montar o projeto foi observar a dificuldade que os alunos estavam tendo em fazer as leituras mínimas para o andamento do curso. Ainda segundo ela, essa dificuldade acontece principalmente com calouros que não têm o hábito de fazer a leitura acadêmica, principalmente no início da vida universitária por meio do ensino a distância, o que dificulta muito a concentração, o foco e a dinâmica da leitura. .

“O projeto surgiu dessa necessidade de perceber que esses alunos estavam extremamente ansiosos com toda a situação e, por causa dessa ansiedade, não conseguiam fazer leituras mínimas, embora nós professores reduzíssemos a quantidade de textos, eles ainda tinham muito dificuldade em fazer essas leituras ”, afirma.

 

O projeto nasceu da constatação da dificuldade de leitura dos alunos durante o curso.

 

“Eu dava as aulas e dentro dessas aulas colocava atividades simples e coisas possíveis para cada um dos bolsistas fazer. Não era absurdo fazer como atividade, porque a gente não queria causar uma situação estressante, ter uma atividade que fosse um peso maior para quem estava fazendo o curso. Essas atividades foram planejadas para que acompanhassem as aulas ministradas. Com o projeto, o aluno tem um foco melhor no que está fazendo, atenção plena, que é o que colocamos lá no curso e com essa atenção ele desenvolverá essa capacidade de ler cada vez mais. Ler, assim, vai virar um hábito, vai virar uma diversão para eles ”, completa.

A aluna de dança Amanda Oliveira conta sua experiência no projeto. “No Ações, sempre víamos relatos de pessoas que tinham as mesmas dúvidas, as mesmas dúvidas, e cada discurso era muito enriquecedor. Alguns ajudavam uns aos outros com declarações e discursos. Foram trocas que vamos levar para a vida toda ”, afirma.

“É definitivamente uma experiência que vale a pena para outros alunos. Esta experiência é única, tem muito a acrescentar. Todos os alunos que tiverem a oportunidade de fazer parte das Ações serão uma experiência muito enriquecedora em sua formação, em seu dia a dia. Muitas coisas serão ditas, ouvidas e isso também ajuda muito. Alguns vão se ajudar e isso vai somar cada vez mais a nossa formação ”.

 

Texto e fotos: Ascom

[email protected]

console.log (‘Aud01’);

A pós Professora cria um projeto de leitura para alunos de dentro e de fora da UFS surgido pela primeira vez em Só Sergipe.

Deixe uma resposta