» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.

Renata Banhara ainda se recupera de uma grave infecção cerebral. Em 2017, a ex-modelo passou por duas cirurgias após o aparecimento de uma bactéria no dente que acabou afetando o órgão principal da cabeça. Ficou 12 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Os nervos ficaram necróticos e, como uma das sequelas, Renata teve uma paralisia facial do lado do olho esquerdo.

“Ainda estou me recuperando, não estou completamente curado. Ainda tenho um tumor no cérebro. Nos últimos anos, ele cresceu de dois milímetros para três centímetros. Para se ter uma ideia, é maior do que a região do globo ocular, e já não dá para operar mais por causa do tamanho e da localização ”, disse ela, em conversa com o R7.

Renata disse ainda que está com um inchaço nos ossos “facilmente visível na testa” e que há um aumento progressivo do grau dos óculos. “Estou vivendo uma gangorra de emoções. Mas estou avançando, trabalhando e lutando. É um grande desafio”, acrescentou.

A boa notícia é que as fortes e intensas dores de cabeça que Renata convive diariamente há anos se foram: “Não sinto mais nada”.

Tratamento com morfina e 10 quilos a mais na balança

Durante o período em que ficou internada após contrair a bactéria, o estado emocional de Renata foi abalado. Na época, ela tomava esteroides e medicamentos à base de morfina e engordou mais de 10 quilos.

Anúncio

“Não recebi ninguém no hospital, fiquei com muito medo por causa dos filhos (ela tem 2 filhos, Marcos André e Breno, atualmente com 22 e 17 anos, respectivamente). Por um tempo escondi o problema deles, mas os a internet está aí, e eles vieram me perguntar sobre tudo o que liam. Até que um dia eu contei tudo para eles ”, lembrou.

Também nessa ocasião, Renata perdeu 40% da massa muscular. Nas redes sociais, ela mostrou a quantidade de medicamentos que tomou. “Havia cerca de 60 comprimidos por dia; hoje eles foram reduzidos”, disse ele. “A dor ia da ponta do cabelo até a ponta do pé. Meus nervos doíam. Não aguentava muito, mas o que eu mais queria era viver”, completou a famosa, relembrando a pior fase da a doença.

Fonte: r7

    .

Deixe uma resposta