Senar/SE promove capacitação para produtores de camarão


» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
(Foto: Assessoria de Imprensa)

Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Sergipe aumentou sua produção de camarão em 30% em 2020, colocando o estado como o quarto maior produtor de camarão do Brasil. Só atrás de Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba.

Atenta a essa demanda crescente, a Federação da Agricultura e Pecuária de Sergipe (Faese), em conjunto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar / SE), percebeu que apesar de muitos investimentos na carcinicultura, há pouca qualificação.

Pensando nisso, o presidente do Sistema Faese / Senar, Ivan Sobral, convidou a Associação dos Criadores de Camarão do Estado de Sergipe para oferecer esse treinamento e consultoria especializada por meio da metodologia de Assistência Técnica e Gerencial do Senar / Sergipe. “São muitos os novos produtores que não têm assistência técnica personalizada e podemos oferecer esse apoio”, explica o presidente.

Para atender a essa demanda, o Sistema Faese / Senar lançará, em 2022, o primeiro curso de qualificação profissional básico na atividade aquícola. O curso terá 480 horas / aula, na modalidade híbrida (remota e presencial).

Durante o encontro, o presidente da Associação dos Criadores de Camarão do Estado de Sergipe (ACSES), Lee Fei, agradeceu a iniciativa e apresentou as dificuldades enfrentadas. “O treinamento sobre manejo, pesca, monitoramento da água captada e devolvida é importante, além de tirar o estigma de que o camarão é poluidor. O cultivo gera emprego e renda e muitos precisam dessa importante capacitação para aumentar a produtividade ”, enfatiza o presidente.

Municípios com maior produção de camarão

Dados do IBGE mostram ainda que o aumento da produção de camarão no estado se deve ao município de Brejo Grande, que em 2020 registrou aumento de 101,7% na produção, atingindo 1.680 mil toneladas. Segundo Hellie Mansur, técnica do IBGE, o motivo do aumento expressivo foi “porque o município tem capacidade de expandir sua área, cultivando camarão em áreas que antes eram destinadas ao arroz”.

No estado, os 5 maiores produtores de camarão foram: Brejo Grande (1.680 mil t), Nossa Senhora do Socorro (1.340 mil t), São Cristóvão (496 t), Santo Amaro das Brotas (220 t) e Pacatuba (170,8 t) t). Apenas Brejo Grande e Nossa Senhora do Socorro representam pouco mais de 66% da produção total de camarão do estado.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta