Pessoas com 54, 51 e 50 anos são as que menos comparecem à vacinação contra Covid-19 em Aracaju




Segundo a SES, os municípios estão se mobilizando para a ação. Segundo a neuropsicóloga Clarissa Bispo Durante, não olhar para a seringa ou para o profissional durante a aplicação e buscar um ponto fixo para olhar são algumas dicas para enfrentar o medo da agulha durante a vacinação Freepik. Dia “D” da Campanha Nacional de Multivacinação de Atualização da Cartilha de Vacinação de crianças e adolescentes, de recém-nascidos a menores de 15 anos. Os municípios sergipanos estão sendo orientados a participar da ação, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Óbitos e casos de Covid nos municípios sergipanos Ainda segundo a SES, a campanha, que vai até 29 de outubro, tem como objetivo disponibilizar o acesso às vacinas constantes do Calendário Nacional de Vacinação; atualizar a situação vacinal e melhorar a cobertura vacinal; reduzir a incidência de doenças evitáveis ​​por vacinas; e contribuir para o controle, eliminação e erradicação de doenças evitáveis ​​por vacinação. Todas as vacinas básicas estão envolvidas na campanha, como BGC, difteria, tétano, coqueluche, sarampo, rubéola, poliomielite, meningite, HPV e tétano. Os pais ou responsáveis ​​devem levar seus filhos menores de 15 anos a uma Unidade Básica de Saúde (UBS), com a caderneta de vacinação, para que o calendário vacinal seja avaliado por um profissional de saúde e as vacinas que possam estar em atraso.

» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.

Deixe uma resposta