USP oferta curso gratuito de programação voltado para mulheres


» Siga o MELHOR conteúdo do @radialistapessoa no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece em sua cidade.
A seleção priorizará alunos de escolas públicas. (Foto: Agência Educa Mais Brasil)

O projeto “Meninas Programadoras”, que visa incentivar o ingresso de mulheres nas carreiras ligadas à informática, abriu a rodada de inscrições para as aulas no mês de outubro. O curso é oferecido 100% a distância, com três horas semanais de aulas, sempre aos sábados, das 14h às 17h, via Google Meet.

A formação é ministrada pelo Instituto de Matemática e Ciência da Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP) e é voltada para pessoas que se identificam com o gênero feminino ou não binário, que são estudantes ou concluintes do ensino médio e que têm não frequentar a faculdade.

São oferecidas 120 vagas, divididas em três turmas no Meninas Programadoras. As inscrições para o primeiro foram encerradas ontem, dia 30, e as aulas vão de 2 a 23 de outubro. Para a segunda turma, as inscrições começam no dia 11 e vão até 24 de outubro. Para o terceiro, as inscrições serão de 1º a 20 de outubro.

Para participar, os interessados ​​devem se inscrever no prazo determinado para cada aula, acessando o site do projeto: https://sites.google.com/icmc.usp.br/meninasprogramadoras. Será dada prioridade a alunos de escolas públicas ou do sistema S.

sobre aulas

Os alunos devem ter acesso a um computador com Internet para assistir às aulas ao vivo e realizar tarefas diárias. A certificação será dada àqueles que comparecerem e participarem de pelo menos 75% das atividades propostas. De acordo com a programação do curso, os conteúdos serão divididos da seguinte forma:

1ª Parte: introdução à dinâmica da unidade curricular, apresentação de monitores e alunos, dinâmica de prática de trabalho à distância.
2ª Parte: introdução ao conceito de programação com plataforma de programação em blocos: sequência e condicionais; prática com álgebra e conteúdo lógico, interação com o usuário.
3ª Parte: introdução à programação utilizando a linguagem Python trabalhando os conceitos e práticas utilizadas na programação em blocos.

Python: repetição, condicionais, práticas com álgebra e exercícios de lógica baseados em problemas da Olimpíada Brasileira de Informática Modalidade Junior Level Programming (OBI junior).

Python: Listas, funções e práticas baseadas em problemas do Junior OBI.

Três sessões de resolução de exercícios práticos.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe uma resposta